SERVIÇOS

Cobrança Extrajudicial


Baseado nos artigos 394 e 395 do Código Civil, o inadimplente será cobrado com os encargos cabíveis ao caso, onde serão utilizados os seguintes meios de cobrança: ligações telefônicas, mensagens no celular, e-mails e notificações via correio.Nosso sistema é um dos mais modernos que existem na atualidade, onde faz uma cobrança diária em face do devedor, que constantemente é lembrado dos seus compromissos, aumentando assim a chance do acordo e dos pagamentos.

Além disso, caso estes procedimentos não surtam efeito, a ARCA fará a cobrança “in loco”, ou seja, irá até o endereço do inadimplente para averiguar se o devedor realmente tem interesse em conciliar ou não, definindo assim essa etapa da cobrança.

Cobrança Judicial


Caso a ARCA não tenha sucesso nos métodos citados acima, a depender do valor da cobrança e da situação do inadimplente (cobranças de baixo valor ou que os inadimplentes estejam deslocalizados, a ARCA prefere não motivar o cliente a investir dinheiro), a ARCA oferecerá aos seus clientes o método de cobrança judicial, onde na grande maioria são utilizadas as seguintes ações:

  • Ação Monitória.

    Fundamentada no artigo 700 do Código de Processo Civil, a “Ação Monitória” tem como objetivo forçar o inadimplente a pagar mesmo que não tenha título extrajudicial envolvido no caso.

    Dessa forma, caso o inadimplente não pague ou não ofereça embargos, a ação monitória terá eficácia de título executivo judicial, convertendo-se o mandado inicial em mandado executivo.
  • Ação de Execução de Títulos Extrajudiciais.

    Fundamentada nos artigos 771, 783 e 784 do Código de Processo Civil, a “Ação de Execução de Título Extrajudicial” ocorre em face de inadimplente que possui título com força executiva, entre os principais: nota promissória, duplicata e cheque.

    Possuindo o título e não sendo prescrito, a ARCA distribuirá o processo buscando que o inadimplente pague o seu débito, seja ele em espécie, penhora de bens ou bloqueio judicial das contas bancárias.
  • Ação de Falência.

    Fundamentada no artigo 94 da Lei 11.101/2005, qualquer credor pode pedir a falência do seu devedor se este não pagar o que deve no seu vencimento, a obrigação liquida materializada em título executivo protestado cuja soma ultrapasse o equivalente a 40 (quarenta) salários mínimos na data do pedido da falência.

    A sentença que decretar a falência do devedor, determina que o falido apresente no prazo máximo de cinco dias uma relação nominal dos seus credores com as informações para proceder o pagamento dentro do prazo que a autoridade julgar necessário dali em diante.
  • Ação de Cobrança.

    Fundamentada nos artigos 394 e 395 do Código Civil, esta ação ocorre quando o credor pretende recuperar o crédito que o inadimplente lhe deve sem grandes sanções contra o devedor. A ação de cobrança tem como principal objetivo uma audiência de conciliação entre as partes a ser determinada pelo juízo da comarca em que for distribuída.

    Porventura não haja êxito na audiência, a ata se transforma em título executivo judicial para proceder com os efeitos da execução.

Entre em Contato

Está cansado de cobrar os seus clientes e não receber o seu dinheiro? Então você está precisando dos serviços da ARCA.

Entre em contato com a ARCA Cobranças. As melhores atitudes serão tomadas no menor tempo possível, buscando assim a satisfação do credor e o recebimento do seu crédito

A ARCA assume o compromisso e luta pelos direitos dos credores. Saiba mais.

Cobrança Extrajudicial


Baseado nos artigos 394 e 395 do Código Civil, o inadimplente será cobrado com os encargos cabíveis ao caso, onde serão utilizados os seguintes meios de cobrança: ligações telefônicas, mensagens no celular, e-mails e notificações via correio.Nosso sistema é um dos mais modernos que existem na atualidade, onde faz uma cobrança diária em face do devedor, que constantemente é lembrado dos seus compromissos, aumentando assim a chance do acordo e dos pagamentos.

Além disso, caso estes procedimentos não surtam efeito, a ARCA fará a cobrança “in loco”, ou seja, irá até o endereço do inadimplente para averiguar se o devedor realmente tem interesse em conciliar ou não, definindo assim essa etapa da cobrança.

Cobrança Judicial


Caso a ARCA não tenha sucesso nos métodos citados acima, a depender do valor da cobrança e da situação do inadimplente (cobranças de baixo valor ou que os inadimplentes estejam deslocalizados, a ARCA prefere não motivar o cliente a investir dinheiro), a ARCA oferecerá aos seus clientes o método de cobrança judicial, onde na grande maioria são utilizadas as seguintes ações:

  • Ação Monitória.

    Fundamentada no artigo 700 do Código de Processo Civil, a “Ação Monitória” tem como objetivo forçar o inadimplente a pagar mesmo que não tenha título extrajudicial envolvido no caso.

    Dessa forma, caso o inadimplente não pague ou não ofereça embargos, a ação monitória terá eficácia de título executivo judicial, convertendo-se o mandado inicial em mandado executivo.
  • Ação de Execução de Títulos Extrajudiciais.

    Fundamentada nos artigos 771, 783 e 784 do Código de Processo Civil, a “Ação de Execução de Título Extrajudicial” ocorre em face de inadimplente que possui título com força executiva, entre os principais: nota promissória, duplicata e cheque.

    Possuindo o título e não sendo prescrito, a ARCA distribuirá o processo buscando que o inadimplente pague o seu débito, seja ele em espécie, penhora de bens ou bloqueio judicial das contas bancárias.
  • Ação de Falência.

    Fundamentada no artigo 94 da Lei 11.101/2005, qualquer credor pode pedir a falência do seu devedor se este não pagar o que deve no seu vencimento, a obrigação liquida materializada em título executivo protestado cuja soma ultrapasse o equivalente a 40 (quarenta) salários mínimos na data do pedido da falência.

    A sentença que decretar a falência do devedor, determina que o falido apresente no prazo máximo de cinco dias uma relação nominal dos seus credores com as informações para proceder o pagamento dentro do prazo que a autoridade julgar necessário dali em diante.
  • Ação de Cobrança.

    Fundamentada nos artigos 394 e 395 do Código Civil, esta ação ocorre quando o credor pretende recuperar o crédito que o inadimplente lhe deve sem grandes sanções contra o devedor. A ação de cobrança tem como principal objetivo uma audiência de conciliação entre as partes a ser determinada pelo juízo da comarca em que for distribuída.

    Porventura não haja êxito na audiência, a ata se transforma em título executivo judicial para proceder com os efeitos da execução.

Entre em Contato

Está cansado de cobrar os seus clientes e não receber o seu dinheiro? Então você está precisando dos serviços da ARCA.

Entre em contato com a ARCA Cobranças. As melhores atitudes serão tomadas no menor tempo possível, buscando assim a satisfação do credor e o recebimento do seu crédito

A ARCA assume o compromisso e luta pelos direitos dos credores. Saiba mais.

 

Entre em contato conosco.

Preencha o formulário e tire suas dúvidas ou consulte sobre nossa disponibilidade de horários para atendimento:

    Entre em contato conosco.

    Preencha o formulário e tire suas dúvidas ou consulte sobre nossa disponibilidade de horários para atendimento: